RSS

Arquivo mensal: junho 2015

Seguir em frente

O vento era calmo e constante, chegava a deslizar carinhosamente em meu rosto.

O chão plano e firme, dando segurança e determinação para as minhas pernas.

A paisagem clara e reluzente tranquilizava meus olhos e minha mente.

Nada podia dar errado. Estava tudo ali, era só seguir em frente. Não, não era…

De forma rápida e silenciosa, tudo mudou. E muito…

O vento era indeciso e cruel, castigando minha face com variacões de velocidade e temperatura.

O chão se transformou em uma grande massa de areia, subindo, descendo e mudando a cada metro.

A paisagem agora me levava ao desespero, sem visibilidade, sem horizonte e sem beleza, somente o vazio.

Diante de todas estas mudanças, somente uma pergunta ecoava em minha mente: por que?

Será que isso é um castigo? Uma punição pelas coisas que eu fiz? Ou pelo que eu não fiz?

Foi aquela mãe de família que eu demiti porque não me entregou o relatório?

Foi o pobre homem sem teto que eu não ajudei? O presente do meu sobrinho que eu não dei?

Em que encruzilhada escolhi o caminho errado? Qual a placa que não li?

Posso voltar atrás? Não. Infelizmente não.

Mas depois de muito refletir, percebi que não foi um ato que me levou ali e sim uma vida.

Eu não podia mais mudar as minhas ações do passado, mas posso escolher as do futuro.

E com isso, posso escrever um novo e melhor capítulo na história da minha vida.

Para conseguir isso, primeiramente eu preciso seguir em frente…

Photo by Nagesh Mahadev

Licença Creative Commons Este trabalho de André Martins, foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial – CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada

Publicidade
 
Deixe um comentário

Publicado por em 05/06/2015 em Textos

 

Tags: , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: